Vídeos oficiais da Adele no YouTube poderão ser removidos, entenda o motivo!

Adele, Arctic Monkeys e Jack White podem desaparecer do YouTube “em questão de dias”. O site de vídeos do Google confirmou que vai tirar conteúdo de selos independentes que não assinarem com seu serviço de streaming musical, em fase de desenvolvimento.

O YouTube deve começar a testar seu novo serviço nos próximos dias. A plataforma vai cobrar para que as pessoas possam assistir e ouvir música sem anúncios, além de baixar faixas para dispositivos móveis como telefones e tablets, a exemplo do que Spotify, Rdio e Deezer já fazem.

O lançamento oficial está previsto para o fim do ano. A confirmação de que o YouTube vai bloquear vídeos de gravadoras que não quiserem assinar contratos de licenciamento promete ser bastante controversa. A justificativa do YouTube é de que ele já assinou contratos que contemplam cerca de 90% da indústria musical.

Os selos independentes tendem a discordar. A agência de licenciamento que contempla a maioria deles estima que eles representem uma fatia de mercado de 32,6%. A Worldwide Independent Network (WIN), uma organização que representa pequenas gravadoras ao redor do mundo, alega que o YouTube assinou contratos de licenciamento lucrativos com grandes gravadoras como Universal, Warner e Sony, enquanto quer que os selos menores assinem termos menos favorários para que evitem ter seus vídeos bloqueados do serviço gratuito do YouTube.

O site de vídeos se tornou uma plataforma de promoção muito importante para artistas independentes dos últimos anos. Mensalmente, o YouTube atrai mais de 1 bilhão de visualizações, tendo a música entre suas principais categorias.

Nossa opinião: Engraçado, “Rolling in the Deep” foi uma das músicas a possuir mais covers no YouTube!
Recentemente Adele foi a primeira mulher a ter um live com mais de 100.000.000 visualizações! E se não removerem a conta dela do ar, logo vai ser a primeira a ter um lyric vídeo com o VEVO Certified com “Skyfall”.

Pra ela tanto faz, ela nunca precisou de vídeos para alavancar singles! Ela nunca viveu as custas de VEVOs Certifieds.
Ela não vai precisar de um vídeo para alcançar o top do Billboard Hot 100.
Quem vai perder vai ser o YouTube!