[USA TODAY] Adele canaliza sua ‘crise da idade jovem’ no tão aguardado álbum novo, ’25’

“Ai, meu Deus – não escrevi aquilo!” Adele grita. “Todos ficarão assustados!”

A cantora/compositora de 27 anos está respondendo sugestões sobre o conteúdo do tão aguardado álbum novo “25” — intitulado, como seus álbuns anteriores, com a idade em que ela começou a trabalhar neles — parece “pesado”. Há músicas que avalancha a juventude perdida ou desbotada, traindo seus delicados anos.

“É definitivamente mais pesado, concordo,” admite Adele, depois de uma risada autodepreciativa — a risada melódica é sua marca registrada. “Eu estou num tipo de estado de limbo que você está se decidindo, qual é o próximo capítulo da minha vida? É isso que todos meus amigos e eu vão pensar: Nós estamos numa ‘crise de idade jovem’ você tem 25, parecendo 30. Nós sabemos que temos que entrar na fase adulta, mas nós estamos um pouco assustados e tristes com isso.”

Tempo, e fãs, parecem estar do lado da Adele. Quando uma faixa do “25”, “Hello”, foi lançada como single em 23 de Outubro, ficou instantaneamente no primeiro lugar na parada “Hot 100” da Billboard , onde ainda continua. O single vendeu um recorde de 1,1 milhão de downloads na primeira semana, de acordo com Nielsen Music, e 635.000 na seguinte, o maior número para um artista na semana fora do lançamento.

Adele insiste em dizer que não está esperando que o seu novo álbum, que lançará na próxima sexta-feira, 20, supere o desempenho comercial do 21, que foi o álbum mais vendido de 2011 e de 2012. “Eu acho que nunca mais vou fazer sucesso com um álbum, que nem eu fiz com o 21. Cada álbum que eu venha a fazer, não fará tanto sucesso por causa do impacto que o 21 fez.”

Mas de acordo com tudo o que aconteceu, ela diz, de uma forma criativamente libertadora: “Ele tirou toda a pressão de mim, de modo que meu único objetivo agora é fazer músicas que eu gosto – e que reflita nas outras pessoas.”

As música no album 25 mostra colaborações com notáveis produtores contemporâneos como Max Martin, Greg Kurstin, Bruno Mars, Danger Mouse e Ryan Tedder e também Paul Epworth, que co-escreveu e produziu o sucesso Rolling in the Deep.

Adele traça seu novo senso de maturidade, e melancolia, no caminho para ser uma mãe: Seu filho, Angelo, completou 3 anos em Outubro: “Eu fiquei encantada com o quanto ter um filho pode mudar sua vida. Ele me fez refletir, não tanto sobre a minha infância como na minha adolescência. Eu perdi a intimidade que tive com meus amigos antes de todos nos tornamos adultos. Pensei levaria mais tempo para chegar aqui – mas foi acontecendo aos poucos.”

Mas “Eu amo como se tornar mãe virou meu mundo de cabeça para baixo”, observa Adele. “E eu gosto de quem eu sou agora, estou mais confiante, e também mais disposta a admitir quando estou errada — pra aprender mais sobre outras coisas, e sobre eu mesma.”

 

– x –
Traduzido pela Equipe de Tradução do Portal Adele Brasil.