“Eu mal posso esperar para saber como a namorada ou namorado do meu filho vai ser”, diz Adele

Adele é destaque da última edição de 2015 da revista TIME, e em entrevista a cantora afirma que jamais se importaria se o 25 não estivesse sendo o estrondo que está sendo, Adele diz que Angelo a faz se sentir orgulhosa como nunca antes de sentiu na vida.

Mesmo vendendo milhões de discos e quebrando todos os recordes possíveis, Adele faz questão de deixar claro que sua prioridade na vida é seu filho, Angelo, de 3 anos. Em fase de divulgação do novo álbum, 25, ela carrega o menino para todos os lados.

“Outro dia eu estava dizendo ‘Oh Deus, isso tudo está ficando muito difícil com uma criança’. Eu não tenho tempo para mim por que entre todas as coisas, eu passo meu tempo livre com ele. Mas daí eu percebi que ele tem me deixado completamente tranquila com tudo isso”, contou a britânica em entrevista à revista americana Time.

“Ele me faz sentir tanto orgulho de mim mesma, e ele me faz gostar de mim tão mais. E eu sempre gostei de mim. Eu nunca não gostei de mim. Eu não tenho ressacas deste tipo. Mas eu estou tão orgulhosa de ter feito ele dentro da minha barriga. Eu cozinhei ele na minha barriga e agora ele saiu de mim! Este humano que de repente está andando por aí e fazendo as coisas do jeito dele. Eu mal posso esperar para conhecer seu melhor amigo, sua namorada ou seu namorado, ou que filmes ele vai gostar… Não importa o que meu filho vai fazer ou ser, eu sempre vou apoiá-lo”, declarou.

Dona de uma fortuna, Adele afirmou que fará questão de educar o filho para que ele não cresça iludido.

“Sou muito consciente sobre ter um filho e eu não quero que ele seja um desses babacas que vão crescer e ser tipo ‘motorista, motorista!’ [ela estala os dedos], ‘eu não tenho roupas limpas!’. Bem, você as lavou? Eu realmente não quero que ele cresça deste jeito”, falou.

Adele também explicou por que evitar mostrar fotos do filho.

“Eu não quero que ele faça parte do meu pacote. Se meu filho decidir, quando ele for velho o suficiente para tomar sua própria decisão, que ele quer ser conhecido como meu filho, eu vou ficar chateada, mas eu não vou impedi-lo. É a escolha dele. Mas este foi meu sonho, não o dele”, justificou.

Confira mais sobre Adele na revista TIME aqui.