ADELE

Celebrando os 50 anos do Glastonbury, Michael Eavis, o criador do festival e Emily Eavis – co-organizadora, lançaram o livre “Glastonbury 50”, que conta com depoimentos dos artistas e a história do festival ao longos desses anos.

Adele, que já foi headliner em 26 de junho de 2016 (você pode assistir aqui), prestou seu depoimento para o livro.

“Glastonbury para mim – como para muitas outras pessoas, tenho certeza – não é apenas um festival. Alguns dos momentos mais marcantes da minha vida aconteceram lá, em todos os níveis. Meus momentos mais felizes, mais loucos, mais carinhosos, mais estranhos, mais tristes, eu nunca me senti tão bem, e/ou solitária lá . Uma coisa que eu nunca senti lá foi estar perdida!

Além disso, toda essa gama de emoções e das genuínas experiências fundamentais que tive lá, está a música. As menores descobertas das quais você nunca mais ouviu falar; o público apertado e suados; o momento em que você é uma de cem mil pessoas cantando uma música no topo de seus pulmões; a serenata suave perfeita para a maior ressaca em um campo minúsculo e silencioso enquanto você fede, mas é o cheiro mais reconfortante do mundo. Sinto que já vi todo mundo que amo ou acabei amando, se apresentar no Glastonbury em algum momento.

É como no minuto em que coloco o pé em Worthy Farm (onde acontece o festival),
Eu senti essa energia louca e conexão com o lugar e com todos lá . Definitivamente, não tenho mais capacidade ou resistência para aguentar com as viagens anuais. Mas quando eu faço, ainda sinto. Eu sinto que poderia ser uma criança novamente, vagando e constantemente procurando pessoas, mas não me importando.

Eu senti isso quando me apresentei também, o barulho e a calma de saber que estava em algum lugar que eu conhecia. Isso me fez sentir tranquila e em boas mãos para enfrentar meu maior medo musical. A ideia de me apresentar em festivais me liberta. Tantas pessoas. Eu estava tão nervosa, não havia outro lugar que eu pudesse ter me apresentado. Não há lugar como Glastonbury. Foi um destaque absoluto da minha carreira e um dos melhores momentos da minha vida.”

Texto: Planete Adele – Tradução e adaptação: Diêgo Silva.

error: Este conteúdo pertence ao Portal Adele Brasil. Cópias são proibidas.